segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Passa o tempo.


O tempo passa como vento, que deixa sobre nossa face uma sensação inesquecível, na plena harmonia de sí próprio. A luz que é nos oferecida tem um tempo que é com o piscar dos olhos se passa diante nosso Ser.
Tento capturar os momentos inesquecíveis , mas falho muitas as vezes, pois aprendi com a falha , que o tempo não volta como estava e as lembranças não são Reais como a presença da ação Vivida.
Admiro o meu pensar em conquistar uma parte dos momentos, admiro o som que ele produz e os gestos inesquecíveis que me marcaram com o tempo. Então aprecio o momento como nunca , pois sei que ele passará como vento.
Com o tempo perdi um belo sorriso , mas ganhei uma bela amizade. Com o tempo aprendi com o erro. O tempo passa e passa. Assim os momentos voam como uma folha sem direção"destino".
Brinco com meu tempo e embelezo meu tempo, com a sinceridade e amor, que existe dentro de mim.
Rodrigo.Ap.B.B

Um comentário:

Raquel disse...

Olá Rodrigo!
Gostei muito da sua reflexão sobre o tempo, lembrei de algumas palavras de Drummond:
"Eterno, é tudo aquilo que dura uma fração de segundo, mas com tamanha intensidade, que se petrifica, e nenhuma força jamais o resgata..."
Ontem postei um Manoel de Barros "O Fotógrafo" acho que você vai gostar.
Beijos e boa semana!